Como escolher seu coach, por Sumaia Miguel

 em Teoria do Coaching

Escolher um coach não é uma tarefa trivial. Até porque o sucesso do coaching depende muito da interação entre coach e coachee, e cada cliente se identifica com um perfil diferente de profissional. Por isso, é fundamental fazer uma escolha assertiva de quem irá acompanhar o seu processo.

Convidei minha colega Sumaia Miguel, especialista em desenvolvimento organizacional, para escrever sobre o assunto aqui no blog. Confira o artigo produzido por ela!

Como escolher seu coach, por Sumaia Miguel

Muitas pessoas hoje em dia questionam o valor do trabalho de um Coach nas organizações ou no âmbito individual. Há muita confusão no mercado sobre a formação acadêmica dos coaches e com a seriedade do trabalho desenvolvido. Essas preocupações são legítimas, já que no Brasil, nos últimos quinze anos, houve uma oferta crescente de profissionais na área. Como infelizmente a profissão não é regulamentada, é difícil entender se o discurso de quem fala sobre coaching está fundamentado ou não.

Se você já tem alguma experiência com profissionais nessa área, ou está buscando um primeiro contato para sua empresa ou vida pessoal, minha orientação é: simplifique! O tema é bastante simples quando você entende que o coaching é uma ferramenta que proporciona auto-conhecimento. Ou seja, fuja do marketing excessivo do Coach de Liderança, Coach de Vendas, Coach de “reza braba” etc.

Além disso, desconfie de fórmulas mágicas e equações infalíveis sobre o sucesso, tais como “Descubra seu poder e alcance o sucesso em apenas 3 encontros”. Por mais que você ou sua empresa esteja passando por um momento difícil, lembre-se: o poder de fato está em você. Se fosse fácil descobrir a solução, você já teria feita isso a tempos, não acha?

Coach não é mentor

Os profissionais que atuam como coaches são treinados para fazer a gestão de um processo que apoia o autoconhecimento. Assim, o coaching é pautado na arte de fazer perguntas, portanto não é um processo de aconselhamento, mentoria ou consultoria. Veja bem, todos esses processos são úteis e podem ajudar  indivíduos e organizações em momentos de mudança ou crise. O ponto é entender o que você quer e o que está disposto a fazer junto com o coach.

De modo geral, mentores e aconselhadores são profissionais que têm mais experiência e conhecimento que você em algum tema. Então, a partir da escuta do seu problema, eles poderão indicar alternativas e discutir cenários futuros com você. Já os consultores são pessoas capacitadas tecnicamente para ouvir o problema da sua organização e propor uma  solução.

O coach, por sua vez, irá escutar seus problemas e conduzir um processo que permita à você identificar a melhor decisão para aquele momento. Em resumo, a responsabilidade do coach é garantir que você não se perca nos seus momentos de reflexão e consiga olhar para o futuro. Assim, ele apoia a tomada de decisões conscientes no presente que impulsionem você na direção que escolheu navegar.

Por meio de um processo reflexivo, o coach faz com que você reconheça e repense suas crenças e valores, para sonhar e desenhar um futuro. Tudo isso, é claro, de uma maneira consciente e saudável, respeitando o seu ritmo e os limites acordados. Assim, o coach tem o compromisso de apoiar um plano para implementar o que você escolheu fazer e também discutir maneiras de como sustentar esse plano.

O processo de coaching

Gosto muito de trabalhar com imagens e metáforas. Por isso, montei uma imagem inspirada em pessoas que me procuram para entender o processo de coaching. Para mim, esta imagem sintetiza o que descrevi até agora. O círculo interno branco é o processo do cliente, e a atuação do coach está representada no círculo externo alaranjado.

As fases do coaching para ajudar a escolher seu coach

Qualquer que seja a sua dúvida, lembre-se: simplifique! Não existe fórmula mágica, porque os seres humanos são únicos e complexos. Divirta-se entrando em contato com a sua essência. O coach é como um espelho, em que o ângulo está sempre sendo ajustado para que você acesse quem você é. Ter a consciência de quem você é ajuda a determinar o que deseja manter e o que quer transformar. O mesmo vale para empresas.

Então boa sorte e bom divertimento!

Postagens Recomendadas
Dois jovens sentados em um muro simbolizando junior coaching